Padre Joe Pereira nasceu em 1942 em Goa, Índia, onde seus antepassados chegaram no século XVI. Em 1510, dominada pelos portugueses, Goa tornou-se a capital do Estado Português da Índia. Fica a cerca de 400 Km ao sul de Bombaim. Considerado o menor dos estados indianos e o mais rico em renda per capita, foi domínio de Portugal por 451 anos, quando em 1961, Goa foi finalmente integrada, à força, na União Indiana.

 Através de um chamado espiritual, ainda jovem, ele se recolheu em um seminário onde passou uma década recebendo treinamento adiantado para ser ordenado. Pratica yoga desde a década de 60 e foi ordenado em Mumbaí, em 1970, onde trabalhou em paróquia. Também é professor de Yoga. É internacionalmente conhecido pelo tratamento de dependentes químicos e portadores de HIV utilizando o yoga e meditação.

 A partir da autorização Concílio Vaticano II para incorporar elementos de filosofia e de outras religiões que pudessem favorecem a prática cristã, o Padre assimilou em seu sacerdócio elementos da filosofia e religião hindu. Essa assimilação também tem outras raízes históricas, que criaram estreitos laços entre o hinduísmo e o cristianismo. A explicação é que o trabalho do padre Joe é considerado um exemplo de aculturação, uma prática aceita pelo Vaticano que estimula os padres a adaptar costumes e ritos religiosos regionais ao catolicismo. Na Índia, sempre houve a convivência entre cristãos e hindus. Os primeiros missionários cristãos da Igreja Católica sempre viveram como monges hindus, explica Joe.

 Em 1971, conheceu Madre Tereza de Calcutá, numa época em que ele pensava em abandonar a vida religiosa. “E orei junto à Madre Tereza. Ela pediu para que não deixasse a Igreja, que Jesus necessitava de mim, recorda o padre”. Ele diz que as figuras mais influentes na sua vida foram o mestre indiano de yoga B.K.S. Iyengar e a Madre Teresa de Calcutá que uma vez, preocupada, lhe perguntou: Padre Joe, o que é esse yoga que você anda ensinando às minhas freiras?. Pois Padre Joe estava a ensinar yoga em resposta as freiras que andavam cochilando durante as orações.

 Madre Teresa se convenceu dos poderes terapêuticos do yoga e deu ao padre forte apoio para a criação, em 1981, da Fundação Kripa, que foi estabelecida pelo Padre Joe, junto com um dos alcoólatras recuperado pelo programa da paróquia. Eles uniram em um único programa os 12 Passos dos Alcoólicos Anônimos, instruções de yoga, meditação e técnicas ocidentais psicológicas como Dyads e Gestalt. Atualmente, a Fundação Kripa se tornou a maior organização não governamental (ONG) de saúde da Índia. Abrange 51 institutos espalhados pelo país, já havia atendido mais de 30 mil portadores de HIV e dependentes em 2010 e, de acordo com o padre, 65% dos atendidos são recuperados. A entidade que procura manter a essência do trabalho realizado por Madre Tereza, reúne 560 curadores, sendo que 2/3 deles são pessoas que eram doentes e hoje são considerados curadores feridos.

 Para Padre Joe Pereira, quando se soma a meditação de yoga ao trabalho corporal, o que podemos gerar é uma conexão com a experiência direta com Deus, uma ferramenta poderosa para encontrar o espírito dentro do corpo. De acordo com o padre: “É uma disciplina muito difícil e rigorosa, mas é exatamente o que Cristo nos pediu para fazer. Yoga é a melhor forma de oração contemplativa, não trabalha apenas o corpo, a mente, a respiração, mas deve atingir o espírito que habita em nosso interior. Esse método reorganiza o pensamento e a consciência das células.” Na visão de Padre Joe Pereira, os alcoólatras e viciados perdem a consciência da realidade e, por consequência se comportam de maneira inadequada. Nós reeducamos o pensamento. O corpo tem potenciais infinitos de cura e, quando você condiciona o cérebro, você consegue modificar o comportamento. Através dessa reestruturação, os viciados podem ficar menos dependentes de medicamentos.

 Yoga é uma ciência que faz esse trabalho de coordenação entre o corpo, a mente e a alma. Famoso na Índia, o padre que passou grande parte da vida tentando atenuar as desconfianças e construir pontes entre as duas tradições hindu e cristã, fala de Jesus como o Yogui Supremo, porque somente um yogui pode dizer Eu e o Pai somos Um. Para ele, o yoga é um caminho para a entrega total, ou unidade com Deus.

 Padre Joe Pereira se descreve como um celibato sexual desde que começou a aprender o yoga. Ele diz que aprendeu, por meio da prática, a não negar sua energia sexual. Negar essa energia leva à pedofilia e outras explosões perigosas. Segundo ele, a energia sexual reprimida vira satânica, explica. Em vez disso, ele diz que o Yoga ensina técnicas a sublimar sua energia sexual e usá-la para manter uma vida saudável. Apesar dessa visão não ortodoxa, Padre Pereira vem conseguindo manter um forte apoio de líderes católicos indianos ao seu trabalho.

 O que fazer para combater o vício da dependência – A prática do yoga nos aproxima da nossa essência, nos tira da confusão do mundo exterior que é a vida mundana, de devaneios e nos traz ao cerne do Ser, para um estado interior de segurança e clareza. Isto independe de nacionalidade, sexo ou de qualquer etnia, pois é o que qualquer pessoa consciente ou inconscientemente anseia. Padre Joe Pereira pede para termos atenção que desde os anos 30 se tem procurado tratamentos, sem sucesso. Segundo ele, não há um medicamento eficaz contra a dependência química. Em 1935, em Ohio dois alcoólicos se sentaram juntos integraram tudo o que até aquele momento, a Medicina, a Psicologia e a Religião podiam oferecer e formaram a Autoajuda (Associação dos Alcoólicos Anônimos). Padre Joe Pereira utiliza este programa junto com o fator importante da FÉ. De acordo com ele, Jung disse que a psicologia não ia entender as recaídas. Os homens das diversas religiões tentam, mas sabemos que religião pode ser ópio do povo. A dificuldade encontrada por Padre Joe é que quando se fala de Deus aos dependentes químicos, eles fogem. Então Padre Joe deu-lhes o mesmo programa sem falar em Deus e diz: “- Vamos trabalhar seus corpos, pois foram maltratados. – Vocês não precisam tomar drogas porque estão saindo do uso de drogas. – Aprenda a ouvir o seu corpo, porque a mente é mentirosa, mas o corpo não mente. – Aprendam a ouvir o corpo e a falar com o corpo.”

 Fazer trabalho com o corpo – o corpo é Templo de Deus. Como de costume, em geral, Padre Joe Pereira inicia suas palestras com voz intensa e forte como, por exemplo, no mosteiro de São Bento, em 2009, onde entoou um mantra, com melodia sonora de tons baixos que induzem a concentração, interiorização e relaxamento; oração que se refere a Deus como: verdade, consciência e felicidade. Padre Joe sabe que quando se começa a amar o corpo, se inicia o caminho de volta à vida. Então começa a se ter contato com o Espírito de Deus que mora em nós. Para ele, no dependente químico a vontade própria ficou enlouquecida. Segundo Padre Joe, o dependente químico vive sozinho, consigo mesmo. Levá-lo a ver que nasceu para o Amor os tira do estado de solidão. Amor para Padre Joe Pereira é relação: Eu-Tu. Se você tira o Tu da relação, ela (a relação) se torna em: Eu Coisa. Esta coisa poder ser a droga, ou o sexo ou um deus qualquer que está fora de nós, até mesmo uma religião compulsiva que não liberta e que cria dependência. Por isso, Padre Joe conduz o dependente químico a se relacionar com o Deus que está dentro dele. Em sânscrito: Antavatar, o controlador interno. O yoga nos ajuda a manter a disciplina, adquirir uma coluna ereta e uma saúde que nos permite com conforto aquietar a mente e consequentemente o coração. A confiança interior adquirida com yoga é um excelente antídoto contra a pressão sofrida na vida diária. No yoga a recompensa provém simplesmente da própria prática. A expressão é livre de medos, julgamentos e críticas. Essa liberdade ajuda a desenvolver um senso de confiança e autoestima. Com o Hatha Yoga, não é somente o corpo que trabalhamos, mas a vida. E quando falamos de vida, na verdade envolvemos tudo a nossa volta: nossas interrelações com família, amigos e colegas. Padre Joe diz que o controlador interno é Jesus ressuscitado dentro do nosso batismo. Para ele, o viciado trabalha só com o Ego. E mudamos o controle do Ego para o Espírito de Deus que vive em nós. Isso é difícil porque tem que morrer para si mesmo. Quando se volta a si mesmo a energia do corpo vai para baixo; para a autogratificação: comida e sexo. Mas este é um tipo de necrofilia, leva à morte. Durante o processo de recuperação deve-se mostrar que o dependente químico está sozinho e ensinar como ele se conecta com Deus, o Espírito que habita em nós.

 A saúde da coluna como um estado de oração – Segundo o padre, há outro tipo de energia dentro de nós que é capaz de levar a energia para cima. É a autonegação. Quando vemos que a energia vai para baixo devemos trazê-la para cima. São dois tipos de movimentos: 1 Energia da vida trazê-la para cima. 2 A inteligência que está na cabeça trazê-la ao coração, para baixo. Quando estas forças vitais se encontram no coração então se consegue um estado de beatitude. Daí a necessidade de sentarmos eretos, corretamente para a oração, porque senão só rezamos com a cabeça. Há três canais energéticos na coluna vertebral: um positivo, um negativo e um neutro. Padre Joe, diz que para ele, o positivo é seu guru, Iyengar; o negativo é a Madre Tereza e o neutro é Jesus Cristo.

 Podemos aproveitar a combinação da palavra mantra com a respiração. Quando rezamos e o cérebro está ligado, isto é, estimulado demais, só conseguimos falar, mas não rezar. Precisamos silenciar a mente. Quando se pratica o exercício e silencia a mente, então se pode rezar com a mente. No tratamento de recuperação do Padre Joe é no 3º passo que os dependentes aprendem a deixar a vida e a mente nas mãos de Deus. No 7º. Passo aprendem a rezar e pedir a Deus que lhes tire os problemas. O 11º. Passo é rezar para que o contato da consciência com Deus seja melhorado.

 Pedindo a Deus… – Tentando colocar tudo na mão de Deus, reconhecendo o seu poder de solução. Com yoga, aprende-se mover o corpo positivamente, e isso tem profunda influência sobre o humor e a autoestima porque a relação entre postura e humor é direta e recíproca. O método de trabalho de Padre Joe é um método psicossocial e psicossomático.

 O tratamento da esquizofrenia decorrente de dependência química – Quando na Esquizofrenia se trabalha com o corpo e meditação a resposta vem melhor. Os médicos na Índia receitam aos esquizofrênicos: aprendam a meditar. O trabalho que se faz com os doentes e suas famílias dão certo. Quando se pratica a Meditação por dois ou três meses, em seguida a vida começa a melhorar, fica renovada. A Meditação somada ao trabalho corporal gera no viciado uma conexão e a experiência direta com Deus. Com a condição de: – silenciar a mente – negar a própria vontade – começar a carregar própria a cruz (assumir suas próprias responsabilidades da vida) – ser fiel Madre Tereza disse: Não pergunte quanto bem ou quanto mal está sucedido e sim quanto estamos correspondendo a Deus. Segundo Padre Joe Pereira, se sabe que alguém está bem quando tem: – alegria de viver; – alegria de amar; – alegria de servir.

 Tenho 51 Casas na Índia diz Padre Joe. Mais de 500 pessoas trabalhando nelas. Dentre estes mais de 400 são recuperados de drogas. Na Índia pedimos ao governo um reconhecimento especial a estes a quem chamamos de Médicos Feridos. Jesus é o Médico Ferido. Vemos o Divino no dependente químico e ele vê o divino em nós. Temos que nos aceitar como nós somos. A prática do Hatha Yoga como processo de cura no tratamento contra a dependência química Para Padre Joe, as pessoas que são dependentes químicos, precisam experimentar um contato consigo mesmo. Usar os dois lados do cérebro, o direito e esquerdo. Os lábios falam, mas o corpo fala mais alto, e às vezes de forma discordante com os lábios. Se envolver o corpo no tratamento, vive melhor. Jesus disse: Se quiser ser meu discípulo negue a si mesmo.

 É necessário respirar muito. Pessoas de três tipos não ouvem a respiração: a) o intelectual; b) o emocionalmente perturbado; c) o psicótico. Então, diz Padre Joe, para a oração contemplativa o intelectual está no mesmo nível do psicótico. Samuel disse: Fala Senhor que seu servo escuta. Então pode se juntar aos 12 Passos do AAA, a Respiração e o mantra. Por exemplo: na respiração, quando se inspira dizer: Senhor Jesus… E na expiração dizer: Tem piedade de mim, Senhor! Devemos levar as pessoas a experimentar isso. Porque quando juntamos na experiência de oração o corpo, a mente e a alma a vida começa a ser renovada. É bom ler o Evangelho de Mateus VII, 26. Mas sobretudo devemos fazer as pessoas chegarem a Deus através do corpo-mente-alma. O Yoga e Meditação são feitos em conjunto. Yoga é uma questão de trazer o corpo de volta à vida pelo Amor. A partir de dados juntados pelo padre, em relação à recaída, se o doente permanecer em tratamento por um ano seguido, não há recaída. É o maior índice de permanência do mundo. Depois de 5 anos, a porcentagem vai para 18% de recaída.

___________________________________________

[1] Fonte: Yogaforum: http://yogaforum.org/