Sempre gostei de testes. Não resisto à tentação, sejam eles mais ou menos “sérios”: desde testes vocacionais até os de revistas femininas, faço todos. Há um (entre os sérios), no livro “A deusa interior”, que repito a cada ano. Neste link há alguns que recebi via e-mail.