A prática Lian Gong em 18 terapias, foi desenvolvida na China, pelo Dr. Zhuang Yuen Ming, médico ortopedista da Tradicional Medicina Chinesa (TMC), na década de 60.

Dr. Zhuang atendia, com mais 25 médicos, em um hospital de Shangai e notou que a partir da década de 60, aumentaram o número de casos de dores musculares e articulares de seus pacientes, em sua maioria trabalhadores de fábricas e escritórios da região. Tal fato se relacionava com a mudança da economia chinesa de rural para industrial e com os decorrentes desdobramentos para o corpo humano dos indivíduos envolvidos nesta transição.

Baseado no Tui Na, milenar arte fisioterápica chinesa, e na tradição dos trabalhos corporais chineses, o Dr. Zhuang sintetizou, em um primeiro momento, um conjunto de 18 exercícios que atuassem no corpo humano, da coluna cervical aos dedos dos pés. Ou seja, com a prática de 12 minutos diários de exercícios uma pessoa pode prevenir-se da maioria dos problemas decorrentes de má postura ou de movimentos agressivos à lógica do corpo humano.

A técnica, composta de 18 exercícios para prevenir e tratar de dores no corpo, obteve bons resultados, foi escolhida pelo governo chinês para ser amplamente divulgada para a população e o Dr. Zhuang, o seu criador, recebeu o prêmio de “Pesquisa Científica de Resultado Relevante”.

Posteriormente, o Dr. Zhuang Yuan Ming ampliou a técnica e adicionou mais 2 sequências com 18 exercícios cada; uma para prevenir e tratar de dores nas articulações, tenossinovites e disfunções dos órgãos internos e a outra, para prevenção e tratamento de doenças das vias respiratórias. Portanto, o sistema completo do Lian Gong em 18 Terapias é composto de 3 partes.