Em uma prova oral do curso de medicina, o professor pergunta:

-         Quantos rins nós temos?

-         Quatro! Responde o aluno.

-         Quatro? Replica o professor, arrogante, daqueles que se sentem com prazer em tripudiar sobre o erro dos alunos.

- Traga um feixe de capim! Ordena a um auxiliar.

- E para mim um cafezinho. Diz o aluno.

Exasperou-se o professor, expulsando-o da sala.

O aluno era, entretanto, o famoso humorista brasileiro Aparício Torelly (1895-1971), mais conhecido como o “Barão de Itararé”, título que se auto-concedeu para debochar da famosa batalha que não houve, na Revolução de 1930. Ao sair da sala, teve ainda a suprema audácia de corrigir o furioso mestre:

- O senhor me perguntou quantos rins “nós” temos. “Nós” temos quatro: dois meus e dois seus; tenha um bom apetite!

Outra, do Barão de Itararé: “Antigamente os animais falavam; hoje, eles até escrevem…”